4 de out de 2007

deus na escola?

Foi aprovado na ALESP há um tempo atrás o projeto "deus na Escola" de autoria da deputada estadual Maria Lúcia Amary, líder do PSDB na Assembléia e a caminho de ser sancionado pelo governador José Serra (psdb). O projeto instaura o ensino religioso obrigatório nas escolas públicas de ensino fundamental(não há especificação se será uma disciplina ou conteúdo transdisciplinar)sob o seguinte currículo:


DEUS NA ESCOLA
Introdução, Prefácio, Sugestões ao Professor, Amor, Amor de Deus na criação, Eu com o meu Deus, Eu comigo mesmo, Eu com o meu próximo, Família, Função da Família, Autoridade na Família, Disciplina na Família, O relacionamento na Família, Fé, Eu imagem e semelhança de Deus, Eu preciso da natureza para viver, Eu tenho valor, Eu um ser transformador , Vida, Eu e a vida, Eu no mundo criado por Deus, Eu e meu corpo, Eu um ser responsável, Conclusão, Entidades

A proposta une um atentado contra o estado de direito -laico po excelência- com o preconceito contra religiões que não são monoteístas, e contra aqueles que se reservam no direito de não possuir nenhuma religião. Veja bem é possuir mesmo, religião é uma questão de foro ínitmo e ninguém pode ser coagido (por mais "bonito" que seja um tópico como Eu com o meu Deus, é coerção sim) a acreditar em um deus.

Há temas absurdos como EU NO MUNDO CRIADO POR DEUS que é difícil para um cabeça que tenha um mínimo de corência até comentar. É dar brecha para que o espaço da escola, dedicado a reflexão e exercício do saber, seja usado para se ensinar que todos viemos de Adão e Eva.

Isso tá bem longe de ser uma brincadeira, muito pelo contrário é fruto de um atraso brutal do estado em que vivemos. Vale lembrar que a secretária de educação do estado e o conselho estadual de educação afirmaram que não inserirão Sociologia e Filosofia no currículo do ensino médio, como deveria ser feito seguindo a resolução n 4 do Conselho Nacional de Educação.

Ou seja tucha-se deus e o que mais seja no ensino fundamental e impede-se o ensino de Filosofia e Sociologia no ensino médio. Preferem tratar de Fé do que de Dialética. É o primeiro passo para, por exemplo, deixar de ser ensinado o darwinismo como teoria científica em sala de aula.

Ai vai uma das frases da deputada autora do projeto:
"Queremos construir o caráter das crianças por meio de Deus".

Isso obviamente numa escola pública, que é sustentada por todos os cidadão independente de credo e tudo mais; impressionante. Torna-se então mais importante falar de EU UM SER RESPONSÁVEL sob a perspectiva de um formação de caráter por meio de deus do que discutir Spinoza em sala de aula.

Analisar o que se ensina e o que não se ensina na escola é um bom recorte para analisarmos a sociedade em que vivemos. E enfim o lugar de deus, definitivamente, não é na escola mas bem longe dela.

Aqui vai um grande acervo de cosias publicadas sobre o tema (blog do roberto romano).

Aqui um abaixo assinado pedindo o veto de José Serra ao projeto (é noc anto direito do site).

e abaico a lista de associações que apoiaram a aprovação do projeto provavlemente com o intuito de arrebanhar alguns cordeiros para seus rebanhos:

• A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons)
• Arquidiocese de Sorocaba
• Centro Espírita Templo de Umbanda “Sete Giras”
• Igreja Batista Central de Sorocaba
• Igreja Católica Apostólica Romana
• Igreja Evangélica Luterana do Brasil
• Igreja do Evangelho Quadrangular
• Igreja Presbiteriana do Brasil
• União Social Espírita – Intermunicipal de Sorocaba

e por fim deus por Laerte:

5 comentários:

Carolina disse...

O problema maior pra mim é uma pessoa ensinando religião, pois os temas da grade são subjetivos e cada um tem sua visão sobre eles. acho que cada qual, com o tempo, tira suas próprias conclusões sobre eles.

cae disse...

não são tão subjetivos pois se haverá um tema como EU IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS há tanto uma conclusão de que Deus existe, independente da materialidade dele, quanto uma imposiçãod e visão de mundo.

Carolina disse...

Mas existem uns temas como a funçao da família, o relacionamento na família, eu e a vida e outros que cada um tem sua visão. Não acredito que a minha visão de família seja exatamente igual à sua, Cae.

cae disse...

com certeza e querer atrelar a idéia de família necessariamente à de religião me parece errado.

Carolina disse...

verdade!!!!