14 de jun de 2007

carta aberta

Essa carta foi escrita como forma de resposta às matérias do ESTADÃO do dia 10/06 e encontra-se no blog da ocupação da usp. Como as matérias não estão disponíveis livremente na rede não consigo publicá-las, caso alguém seja assinante do jornal ou tenha a senha e quiser mandar a matéria para o e-mail do blog fique a vontade...
CARTA ABERTA À SOCIEDADE

O jornal O Estado de S. Paulo veiculou na edição de 10/06 três páginas com informações caluniosas e difamatórias com relação ao movimento dos estudantes, funcionários e professores das universidades estaduais paulitsas.
O objetivo dos artigos é claramente lançar a confusão no movimento e na sociedade, e colocar um setor do movimento contra o outro.
O Estadão repete sua velha tática usada antes mesmo do golpe militar de 1964, do qual foi um dos maiores insufladores, quando dizia que grupos e partidos de ultra-esquerda estavam por trás do presidente João Goulart, e que manobravam todo o governo e o povo com seus propósitos subversivos, o que justificaria o golpe que afinal ocorreu em 31/03/1964.
Assim, atacam os partidos de esquerda (PSOL, PSTU e PCO), as organizações sindicais (Sintusp e Conlutas) e, em particular, militantes reconhecidos no movimento como Claudionor Brandão, Magno e Helen, refletindo uma iniciativa clara de criminalizar o movimento.
Nosso movimento é feito de milhares de estudantes, funcionários e professores em todo o estado, num patamar que extrapola essas organizações políticas, que são parte do movimento, mas nossas decisões são tomadas democraticamente nos fóruns de cada setor e não em reuniões “conspiratórias”, como querem fazer parecer.
Vimos por meio desta carta manifestar nosso repúdio ao jornal O Estado de S. Paulo que produziu essas matérias em acordo com a burocracia acadêmica e a polícia, que forneceu ilegalmente informações de processos arquivados.
Manifestamos nossa defesa das organizações políticas e sindicais atacadas, assim como dos companheiros citados, e repudiamos qualquer tipo de repressão, ação criminal ou reintegração de posse.
Nosso movimento em defesa da universidade pública e contra os ataques que vêm sendo empreendidos a ela seguirá a despeito das ações desses setores por trás do jornal O Estado de S. Paulo.

São Paulo, 11 de junho de 2007
Comando de Greve da Ciências Sociais – USP e Comando de Greve dos estudantes da USP
Assembléia dos Estudantes da Física - USP
Assembléia dos Estudantes da FAU - USP
Assembléia dos Estudantes da Geografia – USP
Assembléia dos Estudantes da Letras - USP

Nenhum comentário: