21 de jun de 2007

pauta de reivindicações da ocupação da DAC/UNICAMP

* Revogação dos decretos do governador José Serra:
- Posicionamento do Reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge, perante o CRUESP, pela revogação dos Decretos nº 51460, 51461, 51471, 51636 e 51660, pela extinção da Secretaria de Ensino Superior e pelo reagrupamento das Universidades Estaduais Paulistas, Fatecs, ETEs e FAPESP em uma única secretaria.

* Não às punições:
- Que o Reitor da Unicamp se posicione, no CRUESP, contrário às punições de trabalhadores do SINTUSP, estudantes da USP e estudantes da Unesp de Araraquara e Presidente Prudente.- Não à punição de professores, funcionários e estudantes mobilizados na Unicamp.- Abertura de negociação com a Reitoria, CCG e CCPG, sobre o calendário de reposição das aulas com a garantia de qualidade das mesmas. A negociação deve ocorrer com a presença de estudantes e da Adunicamp.- Reconhecimento da greve dos estudantes, sem atribuição de falta aos grevistas.

* Moradia Estudantil:
- Exigência de 1500 vagas na moradia com prazo para o início das obras.
- Comprometimento em alocação dos moradores de casas em obras, sem a diminuição do número atual de vagas na moradia, inclusive no processo seletivo.- Aceleração do processo de vistoria e reforma das casas da moradia.
- Comprometimento em não instalação de catracas na moradia estudantil.
- Exigência de prazo para o início das obras da ampliação da moradia.

* Contratação dos funcionários e professores:
- Criação de um GT paritário para avaliar a reposição, via concurso público, do número de professores e funcionários em cada unidade da Unicamp, levando em conta a expansão sem qualidade e precarização do trabalho docente e técnico nos últimos dez anos. Este GT deve apresentar resultados em quinze dias.

Um comentário:

Turollo disse...

Continuem firmes na discussão, estudantes da Unicamp!
A Unesp Bauru está em greve geral e apóia toda a mobilização estudantil no Estado.

Parabéns pela organização do blog e atualize-nos sempre com as novidades da Unicamp:
grevenaoeferias@gmail.com

Mantenham-se firmes na ocupação.
Agora temos que denunciar o discurso da mídia e do governo que quer transformar estudantes em criminosos.